Faculdade de Letras da Universidade do Porto - OCS, I Congresso ISKO Espanha e Portugal / XI Congresso ISKO Espanha

Tamanho Fonte: 
POLÍTICAS INFORMACIONAIS E CULTURAIS: um caminho em busca do livre acesso aos recursos e conteúdos informacionais, científicos e culturais na internet
André Pequeno dos Santos, Marco António de Almeida

Última alteração: 2013-09-10

Resumo


O objetivo deste trabalho é discutir a importância das políticas informacionais e culturais no contexto das novas tecnologias de informação e comunicação, da internet e das formas de apropriação pelos usuários, relacionando o papel destas políticas na fundamentação do livre acesso aos conteúdos informacionais, científicos e culturais disponíveis na web. A hipótese que norteia este trabalho parte do principio da abundância de recursos e conteúdos existentes na internet, sendo esta responsável pelo desenvolvimento das principais atividades de seleção, apropriação, disseminação e transformação de conteúdos por parte dos usuários da grande rede, configurando um interessante paradoxo quando se pensa as faces da apropriação, produção e disseminação informacional e cultural. A internet possibilita cada vez mais a livre circulação dos usuários a um vasto universo de informações e produtos culturais, fomenta ambientes para a troca, discussões, e colaboração entre usuários a partir de comunidades, fóruns e redes sociais. Contudo, ao se tomar conta da grande monta apropriada pelos usuários, percebe-se que em sua esmagadora maioria, estes conteúdos estão protegidos sob as tradicionais e rigorosas leis de direito autoral baseadas no copyright. Sob tais circunstâncias, tornam-se determinantes as interferências dos produtores informacionais e culturais que se veem prejudicados pela livre apropriação dos seus conteúdos, endurecendo um jogo cada vez mais pendente para a cultura livre baseada nas TICs. Logo, ao se introduzir a discussão em torno de políticas informacionais e culturais, objetiva-se expandir a discussão em torno do livre acesso que não discrimine os usuários e suas experiências de navegação, seleção, apropriação, transformação e disseminação, tornando mais democráticas e menos lesivas as suas experiências na web.

Palavras-chave

Livre acesso. Internet. Pirataria. Políticas Culturais.